logo

Cachoeira e poço da Pedreira em Lavrinhas – SP

Para aqueles que não me conhecem, eu nasci e cresci na cidade de São José dos Campos – SP e desde sempre gostei muito do Vale do Paraíba, mas foi quando comecei a fotografar que comecei a descobrir aos poucos o verdadeiro Vale do Paraíba que poucas pessoas conhecem, e me apaixonei ainda mais pela região que eu moro, infelizmente poucas pessoas que moram por aqui conhecem e dão o devido valor ao Vale do Paraíba.

Como muitas pessoas me perguntam sobre os lugares que eu fotografo, eu vou tentar ir postando aos poucos aqui no blog algumas dicas sobre estes lugares, prometo que nas próximas vezes que for visitando os novos lugares para fotografar vou tentar registrar um pouco do caminho para chegar até o local.

Vou começar com uma das mais pedidas que é a cachoeira e poço da Pedreira, que fica no bairro Capela do Jacú em Lavrinhas, no Vale do Paraíba.

A cidade Lavrinhas, nasceu a partir do garimpo de Ouro, e daí surgiu o seu nome, boa parte da cidade é cortada pelo Rio do Braço, que desce da Mantiqueira com as suas águas cristalinas e de coloração azulada. O rio é repleto de poções e pequenas cachoeiras ao longo do seu curso, e uma delas é a Cachoeira de Pedrinhas. O acesso a cachoeira se dá pela rodovia SP 58 até o bairro dos Pinheiros, chegando no bairro você segue pela estrada municipal Fiori Bondi, a trilha começa um pouco antes de você chegar no bairro Capela do Jacú, em uma pequena porteira a direita da estrada.

Rio

Um jeito fácil de identificar o começo da trilha, é olhar o chão do acostamento que está com a terra bem batida devido a quantidade de pessoas que param o carro por lá, dependendo do horário que você chega é só procurar pelos carros estacionados, quando fui o acostamento estava vazio ainda porque cheguei quase junto com o sol que estava nascendo. Outra coisa, logo na porteira você vai encontrar uma placa escrito proibido a entrada, segundo informações dos moradores ali da região o acesso esteve proibido por um tempo e depois foi liberado novamente pelo proprietário da fazenda, infelizmente não tenho uma informação oficial do proprietário do local.

Anúncio



A trilha é bem curta, são cerca de 10 a 15 minutos de caminhadas por um campo aberto, e no meio da trilha você já avista o rio e o poço das Pedreiras lá embaixo, com as suas águas cristalinas e de tom azulado. Você pode parar por ali mesmo, descendo uma pequena trilha que leva ao poço, ou seguir em frente até finalmente chegar a cachoeira!

Vale a pena passear um pouco ali pelas trilhas em volta, em alguns pontos do rio a conversa entre a água e as pedras do rio transformam a água em um espumante.

DSC_0643 DSC_0617

Sobre os cuidados: A correnteza é bem forte em alguns trechos, então é bom tomar muito cuidado para não nadar nos locais próximos as quedas d´água, e não se assuste se você avistar algumas aranhas pelas pedras, já ouvi relatos de pessoas que encontraram cobras por lá,  mas nada para se alarmar, as aranhas de cachoeiras geralmente costumam ser inofensivas, e as cobras fogem ao ver as pessoas, mas é bom tomar muito cuidado com as crianças, inclusive porque as pedras são bem escorregadias.

www.ricardotakamura.com

Me siga no Facebook

 



728 x 90 IMU Leaderboard

Agradecimentos a minha amiga Andréia Marcondes que me apresentou a este lugar.

  • Share

6 Responses